Projetos Cofinanciados

Conheça os projetos cofinanciados por vários Programas Operacionais que foram desenvolvidos e/ou acompanhados pela Direção Regional de Cultura do Centro.

  • Operação:

    Designação da Operação:

    Estado:

    Descrição:

  • Operação: Projeto 12338/SAMA2020
    Designação da Operação: Operação de Modernização Administrativa da Direção Regional de Cultura do Centro "Mais e Melhor DRCC"
    Estado: Aprovada. Em desenvolvimento. Período de elegibilidade das despesas até 31/12/2018
    Descrição: tendo em conta o diagnóstico interno realizado e o histórico da DRCC no domínio da modernização administrativa, o projeto concebido pela Direção Regional assenta nos seguintes pilares:
    1. Otimização do sistema de gestão, suportada por tecnologias da informação adequadas;
    2. Otimização da interface com os cidadãos e outras partes interessadas, igualmente suportada por tecnologias da informação adequadas;
    3. Reforço da capacitação dos recursos humanos, dirigentes e não dirigentes, para dominarem e explorarem, no seu máximo potencial, as soluções tecnológicas e organizacionais a implementar.
    O atual enquadramento da Direção Regional de Cultura do Centro quer no que diz respeito à estrutura governamental, quer no que respeita à sua inserção na Região Centro, e às responsabilidades que tem de assumir, exige que seja assegurada uma abordagem integrada da gestão interna dos serviços focalizada na gestão por processos e na excelência, na melhoria da interface dos serviços prestados aos utentes, sejam eles os agentes culturais ou o público em geral e no suporte essencial resultante da capacitação dos trabalhadores da DRCC.
    Em qualquer caso é crucial um enfoque significativo nos resultados, com base na diminuição clara dos custos de contexto e na capacitação do acesso à cultura como bem estrutural para o desenvolvimento integrado da Região Centro.
    A candidatura apresentada pela DRCC resulta do reconhecimento da necessidade de dispor de um modelo de gestão que vise a excelência, gerido segundo procedimentos internos e externos otimizados e suportados por tecnologias de informação adequadas à natureza das atividades, dimensão e capacidades da DRCC, de forma a valorizar as sinergias com todas as partes interessadas e a maximizar dinâmicas ao nível dos serviços culturais reforçadas pelo envolvimento de colaboradores capacitados para usarem os métodos e os instrumentos tecnológicos mais adequados.
    A perceção, obtida através de processos de audição das partes interessadas, e a quantificação, obtida através dos indicadores determinados internamente, permitiu identificar claramente a existência de fragilidades na performance interna e na sua relação com as partes interessadas, nomeadamente no que respeita à capacidade de potenciar o desenvolvimento de novas funcionalidade e produtos culturais, impõe a necessidade de intervir, visando a melhoria, sendo o sistema de apoio à Modernização e Capacitação Administrativa o instrumento prioritário a explorar.
    Ações do Projeto:
    Pilar 1 – Otimização do sistema de gestão, suportada por tecnologias da informação adequadas:
    1.1. Reengenharia dos processos; 1.2 - Digitalização e Desmaterialização de todos os documentos; 1.3 – Arquivo Digital; 1.4 – Excelência em Gestão segundo o Modelo de Excelência da EFQM; 1.5 – Intranet; 1.6 – Atualização do Hardware de suporte ao projeto de modernização (servidor).
    Pilar 2 – Otimização da interface com os cidadãos e outras partes interessadas, igualmente suportada por tecnologias da informação adequadas:
    2.1 – Desenvolvimento do “Portal da DRCC”; 2.2 – Disponibilização de serviços online na DRCC e de serviços de autenticação, pagamentos via iAP; 2.3 – Reforço da comunicação via redes sociais.
    Pilar 3 – Reforço da capacitação dos recursos humanos, dirigentes e não dirigentes, para dominarem e explorarem, no seu máximo potencial, as soluções tecnológicas e organizacionais a implementar:
    3.1 – Formação em Modernização da Administração Pública; 3.2 – Formação em Técnicas de Análise e Resolução de Problemas (TARP); 3.3. Formação em Técnicas de Atendimento; 3.4 – Formação em Gestão por Processos e sua Monitorização através de Indicadores de Desempenho.

  • Operação:

    Designação da Operação: TERPAT  - Território e Património Cultural

    Estado atual: candidatura apresentada em 2018, no âmbito da segunda convocatória do POCTEP 2014-2020. Aguarda decisão.

    Descrição: 

  • Operação:

    Designação da Operação: Rotas de Sefarad – Valorização da Identidade Judaica Portuguesa no Diálogo Interculturas

    Estado: Concluído

    Descrição: o Projecto “Rotas de Sefarad – Valorização da Identidade Judaica Portuguesa no Diálogo Interculturas parte, por um lado do imenso património judaico Português e, por outro, da difícil relação que ao longo do século XX se instalou entre a população e essa memória. Assim, são objectivos deste Projecto: dotar o território de meios, materiais e humanos, que permitam uma valorização económica e que sejam, também, motivadores e criadores de elos, valorizando esse património no campo das mentalidades e recriando a própria identidade nacional, num quadro intercultural.
    A herança judaica na História de Portugal, seja na cultura e na ciência, na própria língua ou nas posturas das gentes, e até na dimensão da diáspora que ainda hoje Portugal vive, é algo inegável. Contudo, mesmo após a extinção da Inquisição em 1821, a aceitação dessa herança não foi imediata.
    Ao longo do século XX, encontramos na cultura Portuguesa um significativo número de autores anti-semitas, o que justifica que, apesar de um clima legal de liberdade religiosa, os cripto-judeus ainda preferissem ficar na sombra, não assumindo a sua identidade com medo dos olhares sociais.
    A apresentação desta candidatura representou um momento especial na história desta relação entre a memória e a identidade. A criação da Rede de Judiarias e a apresentação ao EEA Grants coincide com uma efetiva tomada de consciência por parte de um grupo de municípios, coadjuvados por entidades de turismo e pelas duas mais significativas comunidades judaicas nacionais.
    Valorizar este património e tornar esse pequeno grupo numa força significativa que mudasse a estratégia nacional de turismo, que catalisasse um largo grupo de investidores na descoberta de um nicho económico exigente, mas altamente lucrativo, eram os desafios que se colocavam ao Projeto. Essencialmente, pretendia-se que ele servisse de alavanca na valorização desta herança enquanto parte fundamental da memória e da identidade coletiva.
    Assim, todas as ações que compõem este Projecto tiveram uma linha ética definidora fortíssima: se nos séculos de funcionamento da Inquisição os territórios do interior foram os mais afetados, começando aí uma desertificação e abandono que chegaram aos dias de hoje, este Projeto, pelo contrário, potenciou a anulação dessas sistemáticas assimetrias: foi valorizado o património de pequenas comunidades do interior, dinamizada a economia com a participação de muitas empresas e entidades locais, valorizada uma identidade regional antes esquecida e foi criada uma pequena indústria geradora de emprego. Simultaneamente, estabeleceram-se as bases para um turismo de qualidade, diferenciado e direcionado para estas regiões vistas como periféricas.
    As intervenções foram maioritariamente centradas na recuperação ou no equipamento de espaços museológicos ou interpretativos. Ao todo, 16 municípios, em Trás-os-Montes, no Centro e no Alentejo estão hoje dotados de equipamentos dedicados à memória sefardita. Tratando-se de espaços enraizados nas memórias locais e regionais, as exposições fazem a ponte entre o global que os sefarditas ajudaram a criar, uma Europa Moderna, aberta e inovadora, e o local: ligação às estruturas sociais mais pequenas, as famílias, e à História local.
    Hiperligações de interesse:
    Portal da Direção Regional de Cultura enquanto, Operador do Programa PT08 “Conservação e Revitalização do Património Cultural e Natural
    Portal da Rede de Judiarias de Portugal, Promotor do Projeto "Rotas de Sefarad"
    Portal do EEA Grants | European Economic Area Financial Mechanism
    Portal do EEA Grants Portugal | Mecanismo Financeiro do Espaço Económico Europe

  • Operação:

    Designação da Operação: REDPAT - Património Cultural na Rede

    Estado: Concluído

    Descrição: REDPAT - Património Cultural na Rede foi um projeto que teve como beneficiários a Direção Regional de Cultura do Centro e a “Dirección General de Patrimonio Cultural. Junta De Castilla Y León”.Cofinanciado pelo POCTEP - Programa Operacional Transfronteiriço, Espanha-Portugal (2007-2013), o projeto permitiu informatizar e difundir património cultural através do uso de ferramentas integradas nas TIC.
    Permitiu ainda promover a acessibilidade ao património cultural através da WEB, difundindo este património e as redes que o integram na internet.
    Ações do Projeto:
    - Visita Interativa com Realidade Aumentada no Museu Francisco Tavares Proença Júnior e no Museu da Guarda;
    - Digitalização da coleção de bens documentais do Museu Francisco Tavares Proença Júnior e do Museu da Guarda, com o objetivo de preservação, disponibilização para investigação, possível publicação e utilização em exposições museológicas;
    - Digitalização e documentação de bens integrantes do Património etnológico e imaterial através da conversão dos filmes do MFTPJ - “O linho é um sonho”, “A Seda é um mistério”, para formato digital (DVD);
    - Edição digital para difusão de Património Cultural – Conversão de cinco livros de formato papel para formato digital;
    - Na vertente da comunicação, foi criada uma página Web, que permite divulgar as ações que foram desenvolvidas no âmbito do projeto.
    Hiperligações de interesse:
    Visite a página do POCTEP - Programa Operacional Transfronteiriço, Espanha-Portugal
    Visite a página do Projeto REDPAT
    Veja o Resumo do Projeto na página do POCTEP

  • Operação:

    Designação da Operação:

    Estado:

    Descrição: