px acessibilidade mapa do site contactos pesquisa área de entidades copyright       
px
px Delegação px Noticias px Eventos px Entidades px Museu px Formulários px FAQ px Hiperligações px Procedimentos Concursais Comuns px Contratação Pública px
px
px
Distrito de Leiria   Distrito de Coimbra   Distrito de Coimbra (2)   Distrito de Viseu   Distrito de Aveiro   Distrito de Aveiro (2)
px

Distrito de Coimbra > Concelho de Coimbra >
III Ciclo de Concertos de Música de Coimbra

III Ciclo de Concertos de Música de Coimbra px
8/10/2017 a 8/12/2017
8 de outubro a 8 de dezembro

III Ciclo de Concertos de Música de Coimbra

PROGRAMA

08 de outubro | 18h00 | Conservatório de Música de Coimbra
ANTÓNIO CAPELO
Num país que se diz de poetas, a palavra escrita poucas vezes se ouve, o que torna a nossa poesia muito mais lida que escutada. O prazer de ouvir os versos de poetas como Pessoa, Eugénio, Sena, Sofia, entre outros, é sempre um prazer quase solitário e pouco partilhado. A ideia de tertúlia como espaço íntimo, é tão caro a uma tradição bem portuguesa onde, para além de se ouvir os versos dos poetas se pode também usufruir do prazer de os dizer. O que nos propomos fazer é, a partir de uma ideia de intimidade quase familiar, percorrer alguns dos poemas que nos têm marcado ao longo de uma vida profissional. Versos que foram ditos em espetáculos teatrais, que foram lidos em consequência de necessidades profissionais e que, para além de tudo, nos são tão queridos como necessários. Será uma atitude narcísica fazer os outros ouvir aquilo que nos dá prazer? Preferimos pensar que é uma atitude solidária, partilhar com os outros os nossos próprios prazeres…
ANTÓNIO CAPELO - ATOR
Frequentou o Curso de Filosofia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Profissionalizou-se como actor em 1977. Desde a juventude que reside no Porto e, aí tem desenvolvido a maior parte da sua actividade como actor e encenador. Integrou elencos das companhias Seiva Trupe, TEAR, A Barraca, Ensemble e Teatro do Bolhão. Paralelamente tem trabalhado nas áreas das dobragens, em cinema e em produções televisivas. Dirigiu também o Teatro Universitário do Porto. Encenador em várias destas estruturas e em outras companhias da cidade do Porto. É um dos fundadores do FITEI e também da ACE – Academia Contemporânea do Espectáculo, onde é um dos directores e o seu Director Artístico. Desde há 15 anos tem dedicado grande parte da sua actividade profissional ao ensino, tendo trabalhado com várias escolas estrangeiras. Várias vezes nomeado para os mais variados prémios de interpretação, foi prémio da crítica para melhor actor em 1983.
Participa regularmente em projectos cinematográficos, tendo sido dirigido por realizadores como Jorge Silva Melo, Teresa Villaverde, Paulo Soares da Rocha, Maria de Medeiros ou António Pedro Vasconcelos, entre outros.
Uma viagem pelas sonoridades contemporâneas da música nacional e internacional.
O Entre Madeiras Trio diferencia-se dos agrupamentos convencionais de música de câmara, apresentando um trabalho pioneiro nesta área. Apresentou-se ao público pela primeira vez, a 11 de Maio de 2009, na Sala do Trono do Palácio Nacional da Ajuda, contando desde então com uma vasta lista de concertos divulgando sempre a música contemporânea e a música portuguesa. Destaque para o projeto “Ligações Contemporâneas”, realizado no auditório da Casa Fernando Pessoa (concerto Antena 2) – Concertos mpmp realizados no Palácio Foz, na Casa Dr. Anastácio Gonçalves e na Biblioteca Nacional, para além de concertos realizados no Grande Auditório da ESML, na Fundação Cidade de Lisboa, no Auditório do ISEG (concerto Antena 2), na Galeria Valbom, Palácio Nacional de Mafra, Festival Internacional de Saxofone de Palmela, entre outros. Todo o repertório apresentado é composto por originais de compositores portugueses e estrangeiros. A 28 de Novembro de 2015 lança o seu primeiro CD, produzido pelo Movimento Patrimonial pela Música Portuguesa.
No concerto será estreada a obra Desert Dew – To Syrian refugees do compositor Chen Yian.

22 OUTUBRO | 17h00 | Mosteiro de Santa Clara-a-Velha
ENTRE MADEIRAS TRIO
Uma viagem pelas sonoridades contemporâneas da música nacional e internacional.
O Entre Madeiras Trio diferencia-se dos agrupamentos convencionais de música de câmara, apresentando um trabalho pioneiro nesta área. Apresentou-se ao público pela primeira vez, a 11 de Maio de 2009, na Sala do Trono do Palácio Nacional da Ajuda, contando desde então com uma vasta lista de concertos divulgando sempre a música contemporânea e a música portuguesa. Destaque para o projeto “Ligações Contemporâneas”, realizado no auditório da Casa Fernando Pessoa (concerto Antena 2) – Concertos mpmp realizados no Palácio Foz, na Casa Dr. Anastácio Gonçalves e na Biblioteca Nacional, para além de concertos realizados no Grande Auditório da ESML, na Fundação Cidade de Lisboa, no Auditório do ISEG (concerto Antena 2), na Galeria Valbom, Palácio Nacional de Mafra, Festival Internacional de Saxofone de Palmela, entre outros. Todo o repertório apresentado é composto por originais de compositores portugueses e estrangeiros. A 28 de Novembro de 2015 lança o seu primeiro CD, produzido pelo Movimento Patrimonial pela Música Portuguesa.
No concerto será estreada a obra Desert Dew – To Syrian refugees do compositor Chen Yian.
MIRIAM TALLETTE CARDOSONasceu a 8/10/83, em Lisboa. Iniciou os seus estudos musicais na Sociedade Musical e Desportiva de Caneças aos 11 anos. Concluiu o curso de flauta transversal na Escola de Música do Conservatório Nacional, em 2006, com a classificação de 17 valores na classe do professor João Pereira Coutinho. No mesmo ano ingressa na Escola Superior de Música de Lisboa, terminando em 2010, com 16 valores na classe do professor Olavo Barros. É Mestre em Música, variante Interpretação pela Universidade de Évora com 17 valores. Frequentou vários cursos de aperfeiçoamento, onde se destaca o trabalho que desenvolveu com o Flautista Michel Debost, antigo flautista da Orquestra de Paris. Foi bolseira pela associação Rotary Club Lisboa Estrela da Fundação Rotária Portuguesa. Lecionou em diversas escolas. Lecionou e assumiu a Direção Pedagógica da Academia de Música da Sociedade de Instrução Musical de Porto Salvo entre 2012 e 2014. Foi a primeira mulher a ingressar na Banda Sinfónica da GNR (2008).
FILIPE PEREIRA BRANCO Nasceu a 10/02/82, iniciou os seus estudos musicais aos 10 anos na Banda de Música de Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Loures. Estudou no Conservatório Nacional, na Fundação Musical dos amigos das crianças e na Academia Nacional Superior de Orquestra. É Licenciado pela Escola Superior de Música de Lisboa e Mestre em Ensino de Educação Musical no Ensino Básico pela Escola Superior de Educação de Lisboa. É professor de música em escolas do ensino básico. Desde 2003, é solista na Banda da Armada Portuguesa.
JOÃO ANDRADE NUNES Natural do Sabugal, ingressou no Conservatório de Música Pedro Álvares Cabral de Belmonte, em 1999, na classe do professor Carlos Canhoto, aos 9 anos de idade. Finalizou o Curso Supletivo Complementar de Saxofone no Conservatório Escola de Musica São José da Guarda com a classificação de 19 valores. É licenciado pela Escola Superior de Música de Lisboa na classe do professor José Massarrão. Trabalhou em regime de master-class com Mario Marzzi, Claude Delangle, Pavel Gomziakov, Christian Lauba, Richard Ducros, entre outros. Obteve o 3.º Prémio na categoria juvenil no Concurso Internacional de Saxofones de Palmela. Tem participado em diversos projetos de divulgação de música contemporânea como Peças Frescas e Festival de Música do S. Luiz. Atualmente, frequenta o Mestrado do Curso de Direito - Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Foi o primeiro professor de saxofone, em Portugal, a integrar o projeto Orquestra Geração. Desde 2008, é solista na Banda Da Armada Portuguesa.

31 de Outubro | 21h30 | Conservatório de Música de Coimbra
LUCAS THOMAZINHO
Natural de São Paulo, Lucas Thomazinho conquistou diversos primeiros prémios no Brasil desde os nove anos de idade. Nasceu em 1995 e aos nove anos de idade ganhou o primeiro concurso, arrecadando galardões em dezenas de concursos nacionais e internacionais, destacando-se o XI Concurso Nacional de Piano Magda Tagliaferro e o II Concurso Jovens Músicos – Música no Museu no RJ.Recentemente ganhou o 2º Prémio e o Prémio do Público no I Concurso Internacional de Piano Teresa Carreño, em Miami. Foi premiado no V Concurso Internacional BNDES de Piano, no Concurso Internacional de Interpretação Pianística da obra do compositor Osvaldo Lacerda e no PIANALE International Academy & Competition na Alemanha. Participou em masterclasses com figuras destacadas como Pierre-Laurent Aimard, Alexander Toradze, Paul Lewis, Joaquím Soriano, Justas Dvarionas e Elisso Virsaladze. Foi solista com orquestras como a Filarmónica de Minas Gerais e a Sinfónica de Campinas. Tocou em diversos locais, incluindo MUBE – Museu Brasileiro de Escultura, MASP – Museu de Arte de São Paulo, Fundação Maria Luisa e Oscar Americano, Sala São Paulo, Cidade das Artes, Centro Cultural São Paulo, Sociedade Brasileira de Eubiose, CMB - Centro de Música Brasileiro, Conservatório de Tatuí, entre outros. Apresenta-se no Ciclo de Concertos de Coimbra com obras extremamente apelativas para o grande público, como as variações sobre o expressivo tema de La Ricordanza e uma obra-prima pianística de Beethoven pautada pela variedade de modificações e recursos musicais empregues. O programa culmina com os Estudos Sinfónicos de Schumann.

Carl Czerny - Variações sobre um tema de Rode, La Ricordanza
Ludwig van Beethoven - Variações Heróica, op.35
Robert Schumann - Doze Estudos Sinfónicos, op.13

12 de novembro | 18h00 | Casa-Museu da Fundação Bissaya Barreto
ALFONSO BENETTI E MIKOS KORSAKOV
Uma viagem da República Checa ao Brasil

ALFONSO BENETTI | PIANO
Alfonso Benetti é pianista profissional, doutor em música, investigador de pós-doutorado pela Universidade de Aveiro/Inet-MD. Como pianista estudou com Olga Kiun (Rússia/Brasil), Pedro Burmester (Portugal), Mariola Cieniawa (Polónia), e Dmitri Alexeev (Rússia/Inglaterra). Foi premiado em diversos concursos, com destaque para o 1º lugar no 12º Concurso Souza Lima (São Paulo) e no Concurso Internacional para Solista da OSPA (Porto Alegre). Obteve a licenciatura em musica (piano) pela Universidade Federal de Santa Maria (Brasil) em 2001, o mestrado em música (performance - piano) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Brasil) em 2008, e o Doutorado em música (estudos em performance - piano) pela Universidade de Aveiro (Portugal) em 2013. Como pianista, têm aparecido em concertos como solista no Brasil, Portugal, Alemanha, Inglaterra, Áustria e Polónia; e como investigador, têm desenvolvido um vasto estudo sobre a expressividade na performance musical. Neste âmbito, têm publicado artigos em revistas científicas internacionais (Canadá, Alemanha, Brasil, Espanha e Portugal) e participado em diversas conferências.

JAROSLAV MIKUS | VIOLONCELO
Violoncelista e maestro nasceu na antiga Checoslováquia, no seio de uma família de profundas tradições musicais. Da sua actividade profissional, destacam-se os oito anos em que foi Primeiro Violoncelo da Orquestra Sinfónica B. Martinu, bem como foi Solista das Orquestras de Zilina (Eslováquia) e também da Orquestra de Câmara da Morávia, tendo realizado, com estas Orquestras, centenas de concertos por toda a Checoslováquia, bem como pela Rússia, Finlândia, Alemanha, Espanha e Itália. Foi, também, durante sete anos, Director Artístico da Orquestra de Salão Atlantis. Em Portugal, foi Primeiro Violoncelo da Orquestra Filarmónica Portuguesa entre 1988 e 1990, tendo realizado, com esta Orquestra 300 Concertos por todo o país. Foi, ainda, solista da Camarata Musica do Porto, da Oficina Musical, tendo participado em Festivais de Arte Contemporânea no Porto, em Lisboa e também em Bogotá Colômbia), realizou, ainda, vários concertos como membro do Trio, Quarteto e Quinteto Atlântico em vários Festivais de Música em Portugal Continental, nos Açores e na Madeira. Apresenta-se, regulamente, como solista. É membro dos Ensemble “Vox Angelis” e "Porto Tango". É convidado regularmente para fazer parte do júri de vários concursos. É maestro convidado da Orquestra de camara de Holesov na República Checa. Desde 1990, é Professor de Violoncelo, Música de Câmara e Orquestra na Escola Profissional Artística ARTAVE. Foi Professor de violoncelo no Instituto Piaget em Viseu. Desde 2013 leciona violoncelo na Universidade de Aveiro.
O concerto de violoncelo e piano do duo formado pelos artistas Jaroslav Mikus (Violoncelo) e Alfonso Benetti (Piano) convida a uma viagem exótica desde a República Checa até ao Brasil com uma breve paragem na Alemanha. Marcado pelo caracter contrastante das peças que integram o repertório, o concerto envolve obras das estéticas barroca à contemporânea. Desde o neoclassicismo de Bohuslav Martinu (1890-1959) à genialidade polifónica de Johann Sebastian Bach (1685-1750), do nacionalismo folclórico de Heitor Villa-Lobos (1887-1959) ao classicismo contemporâneo de Lubos Sluka (1928), o programa instiga a experimentar ambientes sonoros diversos, coloridos, e marcados pelo relevo característico das melodias dos seus mestres criadores. Partindo das Pastorais de Martinu, o repertório passa pela tradicional Sonata em Sol Menor de Bach e a Pequena Suite de Villa-Lobos, para então encerrar com a Sonata para Violoncelo e Piano de Sluka – um verdadeiro convite a viajar pelo deslumbrante e contrastante mundo da música. Intitulado concerto humanitário, o recital terá a sua bilheteira inteiramente revertida em doações para instituições de caridade e auxílio humanitário de Portugal.

18 de Novembro | 21h30 | Sé Velha Coimbra
Ensemble Manuel Faria - Encerramento do Centenário do nascimento do compositor e padre Manuel Faria

Concerto de encerramento do centenário do nascimento do compositor e padre Manuel Faria - Concerto integrado nas comemorações organizadas e promovidas pela Universidade de Coimbra, Associação Manuel Faria e Coro D. Pedro de Cristo

Intervenientes:
Coro D. Pedro de Cristo
Direção: Cristina Faria
Órgão: Paulo Bernardino
Manuel Faria Ensemble
Direção: Paulo Bernardino
Órgão: João Santos
Patrocínio:
Universidade de Coimbra

Apoios:
Coro D. Pedro de Cristo
Associação Manuel Faria
CulturXis
Seminário Maior de Coimbra

26 de novembro | 16h00 | Museu Nacional Machado de Castro
LAUREADOS CONCURSO CULTURXIS
Os laureados do Concurso de Música de Câmara CulturXis, co-organizado com o projecto 23 Milhas, apresentam-se a solo num recital conjunto na 3ª edição do Ciclo de Concertos de Coimbra oferecendo uma momento bem diversificado de peças célebres do repertório para piano, canto, clarinete e acordeon.
Ana Beatriz Maia | Soprano
Gustavo Afonso | Piano
Catarina Silva | Acordeon
Inês Arede | Clarinete
Programa a anunciar em breve

1 de Dezembro | 21h30 | Convento São Francisco
ALMA DE COIMBRA
Constituído por um Coro Masculino com cerca de quarenta elementos, acompanhados ao piano e contrabaixo, com intervenções esporádicas de outros instrumentos e percussões; e também por um Grupo de Guitarras de Coimbra, que atua em quase todos os concertos.

Piano – Tiago Nunes;
Contrabaixo - Luísa Mesquita;
Violino - Avelino Correia;
Trompete e Percussões - Daniel Tapadinhas;
Guitarra portuguesa - António José Moreira e Ricardo Dias;
Guitarra clássica (viola) - Pedro Lopes
Maestro –Augusto Mesquita
Antigos alunos da Universidade de Coimbra, hoje dispersos pelo país, encontram na música um espaço agregador e propiciador do cultivo dos ideais que pautaram os seus anos de vida académica. Tendo como núcleo central um coro masculino, as suas apresentações incluem, por norma, as guitarras e os fados de Coimbra. Graças ao talento e à criatividade do seu maestro - autor dos arranjos corais de todos os temas que executam - procuram, no país e além-fronteiras, a divulgação dos poetas, autores e intérpretes portugueses ou de língua portuguesa. É, nesta medida, assumidamente, um projeto ao serviço da cultura portuguesa no quadro dos valores essenciais da Lusofonia.
O concerto terá uma parte Coral, depois uma parte de Guitarra Portuguesa, seguindo-se uma segunda parte Coral.

08 de dezembro| 18h00 | Convento São Francisco.
CRIAÇÃO HAYDN
Coro Sinfónico Inês de Castro
Maestro: Artur Pinho Maria
A Criação de Haydn, dirigida pelo maestro Artur Pinho Maria, contando com um elenco internacional de cantores, é um dos momentos altos da 3ª edição do Ciclo de Concertos de Coimbra. Há quem a considere a mais importante oratória de todo o Classicismo – o momento da transição entre a representação do caos e criação da luz é dos exemplos de retórica mais extraordinários de toda a História da Música.
Um testemunho após a estreia relatou: “E no momento em que a luz rasgou o universo pela primeira vez, (…) o encantamento dos vienenses electrizados foi tão unânime que a orquestra não conseguiu continuar até passados alguns minutos.”

08 de dezembro| Sé Nova | 21:30
PAULO BERNARDINO
Paulo Bernardino é o exemplo vivo de que o empreendedorismo na música pode constituir-se como pedra basilar na construção de projetos de sucesso. Exemplo disso é o Coro dos Pequenos Cantores de Coimbra.
É uma figura incontornável da cultura musical de Coimbra e não só, pois a sua carreira enquanto músico, maestro, organista, investigador, compositor e docente ocorre em várias frentes e em diversos pontos do nosso país.
"Para muitos, a música é um fim em si próprio. Para mim, como para tantos outros compositores, a música não é mais do que um meio para a glorificação de Deus e para a santificação dos Homens em Cristo. À semelhança do Papa João Paulo II, na sua célebre expressão "Totus Tuus", pretendo consagrar à Imaculada Conceição os meus 30 anos de carreira enquanto organista, 25 deles ao serviço da Sé Catedral de Coimbra (15 enquanto titular) e 10 enquanto titular da Capela da Universidade.
No dia 8 de Dezembro, poder-se-á ouvir no órgão da Sé Nova obras organísticas dedicadas à virgem bem como a alguns compositores de Coimbra."

Concerto de encerramento do centenário do nascimento do compositor e padre Manuel Faria - Concerto integrado nas comemorações organizadas e promovidas pela Universidade de Coimbra, Associação Manuel Faria e Coro D. Pedro de Cristo

Intervenientes:
Coro D. Pedro de Cristo
Direcção: Cristina Faria
Órgão: Paulo Bernardino

Manuel Faria Ensemble
Direcção: Paulo Bernardino
Órgão: João Santos

Patrocínio:
Universidade de Coimbra

Apoios:
Coro D. Pedro de Cristo
Associação Manuel Faria
CulturXis
Seminário Maior de Coimbra





Local

Vários

Outras informações

Associação CulturXis
Edifício da Cáritas Diocesana de Coimbra
Rua Dom Francisco de Almeida, 14
3030-382 Coimbra
919 047 346
culturxis@gmail.com
www.culturxis.com
https://www.facebook.com/culturxis/
https://www.facebook.com/cicloconcertoscoimbra/
http://cicloconcertoscoimbra.pt/
cicloconcertoscoimbra@gmail.com

Áreas

Eventos no mesmo Concelho

 

* A informação aqui apresentada foi disponibilizada pelas Câmaras Municipais e/ou agentes culturais. A DRCC declina a responsabilidade sobre qualquer erro e/ou omissão.