px acessibilidade mapa do site contactos pesquisa área de entidades copyright       
px
px Delegação px Noticias px Eventos px Entidades px Museu px Formulários px FAQ px Hiperligações px Procedimentos Concursais Comuns px Contratação Pública px
px
px
Distrito de Leiria   Distrito de Coimbra   Distrito de Coimbra (2)   Distrito de Viseu   Distrito de Aveiro   Distrito de Aveiro (2)
px

Distrito de Viseu > Concelho de Viseu >
JARDINS EFÉMEROS 2017 | CINEMA

JARDINS EFÉMEROS 2017 | CINEMA px
19/5/2017 a 16/7/2017
JARDINS EFÉMEROS 2017 | 7 > 16 de Julho, Viseu, PT

|CINEMA
|Programação: Isabel Nogueira

O PARADOXO é o tema proposto pelos Jardins Efémeros deste ano, que naturalmente nos remete para uma ideia ou para uma acção que se revela – efectiva ou aparentemente – contraditória a outra. E estendemos este conceito a desejos antagónicos, a caminhos opostos, a decisões inversas, a pensamentos dissonantes. Os filmes escolhidos – este ano centrámo-nos nos clássicos – reportam-se, a seu modo, a estas questões, presentes em vivências individuais e colectivas, ou em determinadas situações e problemáticas – emocionais, políticas, sociais – que têm lugar num mundo orgânico e complexo.

FILMES PROJECTADOS
_The Fountainhead (Vontade indómita), King Vidor, 1949, 114’.
Filme do designado período clássico de Hollywood, tem como protagonistas Patricia Neal e Gary Cooper, que representa a personagem de Howard Roark, um arquitecto cuja forma de ver e de viver a arquitectura foi alegadamente inspirada em Frank Lloyd Wright. Roark é um arquitecto independente, moderno e inovador, e está decidido a fazer vingar os seus arrojados projectos, contudo vai encontrando diversas e duras resistências à concretização do seu trabalho.


_ Der Himmel über Berlin (As asas do desejo), Wim Wenders, 1987, 127’.
A acção do filme decorre na cidade de Berlim, pouco antes da queda do muro (1989). Dois anjos, protagonizados pelos actores Otto Sander e Bruno Ganz, vagueiam pela cidade fria e cinzenta. Um deles, Damiel (Bruno Ganz), apaixona-se por uma trapezista e decide sentir como os humanos. Para tal, tem que deixar de ser anjo e abdicar da sua imortalidade.

_ Soy Cuba, Mikhail Kalatozov, 1964, 141’.
O filme foi realizado após a Revolução Cubana (1959), que conduziu Fidel Castro – recentemente desaparecido – ao poder, e é constituído por quatro histórias independentes. Estas narrativas mostram a vivência e a complexidade da vida em Cuba entre a queda do regime de Fulgencio Batista e a revolução comunista, em plena Guerra Fria. O filme, financeiramente apoiado pelo Governo soviético, permaneceu bastante tempo na obscuridade, tendo sido alvo de renovada atenção a partir dos anos noventa.

_ Touch of Evil, Orson Welles, 1958, 95’.
Filme noir do período clássico norte-americano, Touch of Evil é um policial que coloca em situação dois representantes da autoridade, personificando éticas e modos de estar na vida e na profissão díspares. O elenco é notável, destacando-se, por exemplo, Charlton Heston, o próprio Orson Welles, Janet Leigh, Marlene Dietrich ou Zsa Zsa Gabor.

FILME MUSICADO
_ The way things go, Peter Fischli & David Weiss, 1987, 30’.
Música: DIE VON BRAU
Trata-se de um filme que retrata uma complexa instalação artística num armazém, composta por diversos objectos meticulosamente colocados com o objectivo de desencadear sucessivas reacções, algumas inusitadas.

Entrada livre

Local

Praça D. Duarte

Outras informações

JARDINS EFÉMEROS
Rua Senhora da Boa Morte, n.º 18
Viseu
jardinsefemeros.oficinas@gmail.com
Horário: 10h00 > 13h00 e 14h00 > 19h00

Áreas

Eventos no mesmo Distrito

Eventos no mesmo Concelho

 

* A informação aqui apresentada foi disponibilizada pelas Câmaras Municipais e/ou agentes culturais. A DRCC declina a responsabilidade sobre qualquer erro e/ou omissão.